quarta-feira, maio 20, 2009

jardim secreto

Sangrando, de novo.
E só assim sinto uma pontinha de vida nesse corpo.
Vontade de fumar, e de beber com gosto, mas quem disse que tenho gosto por beber?!
Mas vontade de fumar tenho e os cigarros? Acabaram, merda.
Tenho vontade de ter vontade, e de usar essa coisa que pode ser confundida com esperança, pra alguma coisa.
E meu atual medo é deixar minha mente tão solta e livre para criar mundos paralelos e acreditar nas suas vozes. E olha que não pensei viver para ter medo de escrever isso.




loucura perdida

2 comentários:

Lady Cronopio disse...

De uma beleza quase trágica, este seu texto.
Li, reli, guardei.
Gostei, Fab.
Beijos e coisas

Lajlah Najua disse...

é verdade que o que vc escreveu é de ler e reler vontades... esperança...vc está me surpreendendo tange!!!