sexta-feira, julho 16, 2010

à beira de um ataque

sinto que preciso chorar, me descabelar num dramalhão regado de lágrimas. Aprendi a temer quando a dor some, quando ela desaparece é sinal de que alguma coisa pior vai acontecer. É como se já não houvesse esperanças de que ainda estou viva. Preciso chorar, sentir dor. Não aquela profunda na alma que me acompanha há tempos, mas a que me faça notar que ainda vivo, sangro e respiro. Quero chorar mas não consigo, controlei tanto o choro que agora ele se esconde de mim. Preciso de vida mas não sei onde encontrar. Meu balão de oxigênio está quase no fim e não sei onde recarregar. Preciso respirar.

2 comentários:

T disse...

incrível como suas palavras de forma fremente(/estado de espírito a qual se encontra) remete-se inteiramente ao meu de agora e de sempre.

bird disse...

=]
pois respire gata.

respire de vagar. se conseguir começar com um sorriso bobo lendo esse coment idióta ótimo!

se está tudo assim tão cinza, então deve se virar para algum horizonte novo. (acredite em mim, há muuitos). a não ser que seja desses que se queixam mas gostam desse estado.
sujiro pizza! sujigo cerveja! haha
não que sejam uma solução, mas fazem parte de uma. uma que funciona comigo. digo, se distrair não é o caminho, mas se alegrando e se distraindo. nos bares e das "conversas fiadas" por ai vc acaba avistando algo que lhe interesse.

rs sei lá.
um belo sorriso seria um bom começo =D

beijos mil!