domingo, outubro 24, 2010

dos efeitos vivos




minhas mãos estão trêmulas
meus passos mais tortos
minha fala desarticulada
minha memória com falhas
esse sou eu caminhando rumo
ao que chamam de normal ou
de bem estar.

3 comentários:

G. Cavalcante disse...

e esse bem-estar é seu ou de outrem?

perguntas, palavras...

Lady Cronopio disse...

Tanto conheço este momento...
Seu verso me trouxe de volta este sentir doído de voltar à normalidade anormal.
Muito belo.
Beijos, Saudades e toda coisa aquela

Regina Majerkowski disse...

concordo com os comentários anteriores! como é difícil quando temos de nos encaixar nessa normalidade anormal que está à nossa volta!