quinta-feira, fevereiro 24, 2011

fragmentos de uma noite de vinho

...na busca por não ser anacrônica, ultrapassei demais a estrada
e perdi as placas de avisos.
Agora estou perdida e tento me encontrar. Tento me encontrar e não encontrar você.

.......


é como se meu coração deixasse de bater
e numa pausa lenta e longa nada mais fizesse tanto sentido pra mim como para os outros...

.......

são as nuvens, que de súbitas esvoaçam pelo céu encontrando caminhos para se desfazer sem medo de serem
queimadas pelo sol.

.......
nunca pensei em amar tanto assim, tão sem nome. Porque dizer a palavra amor como explicação é miúda e pouco explicativa para tudo que sinto desde de
que me encantei com vc.

........

dias errados, com palavras erradas e sentimentos bagunçados acontecem. De fato acontecem e acabam com corações e vidas.

.......
meus dias parados e cansativos. meus pensamentos tolos e apaixonados e toda essa escrita que soa melosa porque afinal saí de uma alma apaixonada e feminina demais, logo romântica mais do que deseja. Desejo.

2 comentários:

Lajlah Najua disse...

nossa... não conhecia esse seu lado poético meio Crepúsculo rsss Adorei!
Bj E nao dorme o dia inteiro

Regina Majerkowski disse...

achei extremamente feminino, o que, para mim, é muito positivo (sou masculina e tenho dificuldade em encontrar algo assim tão profundo); já tu consegue ser reflexiva e ter essa profundidade de sentimentos! teu interior é muito rico!