domingo, dezembro 23, 2007

Distante.


Tudo claro, tão brilhante, assim tenho medo.
Todos tão atenciosos. Atenciosos.



Sempre suspeito quando me dispensam atenção. Demais ou não.


Não me sinto parte de nada e ninguém...
penso por vezes que estou no lugar errado e sinto saudades...
Não sei se devo esperar algo dos outros... mas quando espero me machuco.

Cansei tantas vezes de todos.Me sinto bem quando estou só e aprendi a sentir apanhando muito do nada.


Mas não gostaria de sempre me sentir deslocada.
Passei da fase de querer ser normal, de querer ser anormal e de novamente querer me encaixar nos padrões. Agora só quero poder ser e disso não abro mão.





Minhas esquisitices são seus desconhecimentos,



é tenho saudades de contatos mais humanos, de mais toques e surpresas e poucos medos.



imagens: retiradas de um clipe do Sonic Youth

4 comentários:

Nina disse...

Por vezes vivemos assim, perdidos, deslocados, sem nunca nos entegramos totalmente neste mundo.
Alguns fingem adptar-se a viver assim, mas nem todos os conseguem.

Não te sintas sozinha, eu entendo-te sem fazer qualquqer esforço.

Bjhos

Lady Cronopio disse...

Choque!
Gostei, Bruja.
Mesmo.
Beijos

中田 disse...

Gostei muito ele eh muito verdadeiro...

Regina disse...

essa combinação de imagens e texto extraordinariamente singular me soube tão tocante e perfeita...

então, simplesmente seja!