sábado, dezembro 01, 2007

Sem Ela.


o cigarro já não tem o sabor de antes,
ela nem se quer dá uma ligada para dizer como está ou onde está
pensei muito no que conversamos, mentira não pensei tanto e nem quero pensar
sim coisa de criança birrenta e que não aceita oposição ao seus desejos.



simples e completo, assim que defino o tempo ao lado dela.
se aproveita cada segundo e cada pequena coisinha que se faz, nada é perdido.
Uma discussão , um beijo, uma notícia, o cigarro e café, tudo se torna melhor e mais real quando ela está por perto.



Me desajeito no sofá esperando por ela, sempre.
Sem parecer que tô a espera.
Quero pintar as unhas, me arrumar e fumar.
Nada de chegar, nada de telefonemas.
Surgi outra, amiga demais.


as sete a noite começa a crescer sem vergonha nenhuma, lá embaixo os carros passam e param e param e parados ficam por um bom tempo, seus faróis acesos ajudando a esconder a noite, mas o céu sem estrelas é maior e mais escuro.
Toda vez que sonho com ela ...

2 comentários:

Nina disse...

Ola linda,
hehe...por aqui também.
Este blog é o meu outro lado. Acho que todas temos um outro lado, não é mesmo?

Amei o que escreveste. Quando se escreve com a alma sempre se escreve bem (acho eu).

Vou te add lá? Tá.
Bjhos miga.

Lajlah Najua disse...

a... dança... lembra da dança???