sábado, agosto 12, 2006

Despetalando


(foto de Sérgio Bruneto)

Tudo era como uma flor perdendo suas pétalas...
Talvez vivesse a vida delicada demais.

A exposição direta ao sol
lhe fazia mal
O demasiado banho de águas da vida
também lhe fazia mal.

Morria pouco a pouco
tentando respirar...
Mas o ar asfixiava-a a cada suspiro.

Os números contavam as coisas
que por ela passavam.
As pessoas não a notavam
era uma canção silenciosa de funeral.

Grandes mordidas com que o mundo
abocanhava sua vida...

Sentia-se sufocada ...
não conseguia ficar muito tempo por aqui
necessitava de ares novos.
Tinha energias sobrando
tem ficado costantemente pensando
sobre como é angustiante permanecer
em um local em que não se pode...
não se pode sentir-se vivo.
Vegeta mais que os legumes na cozinha
Esta limitada mais que animais no zoológico.

Engolia seco, sentia vontade de fazer algo...


loucura perdida

Um comentário:

akon disse...

A cada dia uma nova oportunidades de recomeçarmos,a vida é realmente engraçada...
Hoje estava procurando uma poesia "Salgueiro Shorão", e quando me vi estava aqui escrevendo esse comentário...
Talvez seja pq a vida sempre tenha me pregado peças...
As vezes me coloco a pençar, será que a vida é tão perfeita assim...???
acho que não, pq..??
pq se ela realmente foce tão perfeita não veriamos em cada dia, uma nuvem cinza... Olhos cheios de lágrimas, vcs devem está pençando pq esse loko está escrecendo isso aqui, talvez por que o mundo não me agrade mais, talvez pq minha palavras de nada adiantaria em meio a tanta destruição,talvez pq não tenho tantos amigos a quem posso contar o que realmente sinto,
pq eles nunca entenderiam o que é o primeiro amor, ou o que é verdade...
A unica veradade que vejo é que não a ninguém que possa realmente entender como eu me sinto...!!!
Bye Bye... meu novo e-mail é JC_CARLOS_FH@hotmail.com
abraço a todos